Unesco defende a importância do ensino de gênero e sexualidade nas escolas

Agência da ONU se posiciona sobre a questão, diante dos recentes casos de violência sexual que mobilizaram o Brasil

unesco_igualdadedegenero1

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) defendeu o ensino de questões de gênero e sexualidade nas escolas, como um importante espaço de formação de cidadãos para o respeito aos direitos humanos, sem preconceitos e discriminações, em nota publicada no dia 7 de junho.

“Aprofundar o debate sobre sexualidade e gênero contribui para uma educação mais inclusiva, equitativa e de qualidade. A UNESCO ressalta em todos os seus documentos oficiais que estratégias de educação em sexualidade e o ensino de gênero nas escolas é fundamental para que homens e mulheres, meninos e meninas tenham os mesmos direitos, para prevenir e erradicar toda e qualquer forma de violência, em especial a violência de gênero”, disse a organização.

O posicionamento ocorreu em meio aos recentes casos de violência sexual, como o de estupro coletivo de uma adolescente de 17 anos no Rio de Janeiro, que comoveu o país e resultou em mobilizações contra a cultura do estupro em várias cidades brasileiras na semana passada. “A eliminação das desigualdades de gênero é determinante para a construção de uma sociedade inclusiva e equitativa. Todos os estudantes têm o direito de viver e aprender em um ambiente livre de discriminação e violência”, disse.

A organização indica ainda diversas fontes de informação sobre Sexualidade e Gênero na Educação (clique aqui para ver a lista), para educadores que procuram incluir esses debates em suas atividades e escolas, e enfatiza a necessidade de reforçar essas questões nos marcos legais brasileiros – como os planos municipais e estaduais de educação: “Para a UNESCO no Brasil não resta dúvida de que a legislação brasileira e os planos de educação devem incorporar perspectivas de educação em sexualidade e gênero”.

 

Saiba mais

Novo folder orienta escolas sobre como lidar com as proibições aos debates de gênero, raça e sexualidade
“Planos municipais e estaduais não podem proibir as questões de gênero, porque contrariam as diretrizes nacionais da educação”
– O que fazer se a igualdade de gênero não tiver sido aprovada no Plano de Educação?
– “A igualdade de gênero nos planos pretende diminuir desigualdades”
– Maioria dos planos estaduais de educação aprovados incluem referência à igualdade de gênero

 

3 ideias sobre “Unesco defende a importância do ensino de gênero e sexualidade nas escolas

  1. Douglas

    Gostei de artigo e recomento a leitura para todos desse artigo, pois com certeza vai ajudar muita gente e desde ja deixo meus parabéns e meus obrigados.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.