Semana de Ação Mundial 2019 tem como foco a implementação do Plano Nacional de Educação (PNE)

Mobilização acontece entre 2 e 9 de junho e terá como mote “Educação: já tenho um plano! Precisamos falar sobre PNE”. Inscrições para o recebimento de materiais estão abertas.

Anualmente, durante uma semana, diversas atividades coordenadas pela Campanha Nacional pelo Direito à Educação são promovidas em escolas, creches, universidades, sindicatos, praças, bibliotecas, conselhos e fóruns de educação e secretarias. Chamada de Semana de Ação Mundial (SAM), a mobilização tem como intuito de fazer pressão sobre líderes e políticos para que cumpram os tratados e as leis nacionais e internacionais de garantia de uma educação pública, gratuita, equitativa, inclusiva, laica, e de qualidade para todas as crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos que vivem no Brasil.

Em cada ano, um tema específico é escolhido. Neste ano, como o mote
“Educação: já tenho um plano! Precisamos falar sobre PNE”, a semana pautará o monitoramento e a implementação deste grande marco legal. O Plano Nacional de Educação é um documento aprovado em 2014 que contém metas e estratégias para a garantia efetiva do direito à educação no Brasil. Ele tem validade de 10 anos, ou seja, em 2019 o PNE completa 5 anos. Mesmo na metade do percurso, nenhuma meta foi integralmente cumprida até agora.
Por isto, é importante exigir o cumprimento dos compromissos firmados pelo governo brasileiro.

Como participar da SAM 2019?

Qualquer pessoa, grupo ou organização pode participar da SAM, discutindo o tema e realizando atividades em creches, escolas, universidades, sindicatos, praças, bibliotecas, conselhos, e secretarias, envolvendo todas e todos os que se interessam pela defesa da educação pública, gratuita e de qualidade no Brasil.

As inscrições para o recebimento de materiais estão abertas até o dia 1 de abril, por meio deste formulário. Como o envio de materiais é limitado, é recomendável não deixar para se inscrever de última hora.


Saiba mais:

– MEC extingue SASE, Secretaria responsável por articular o PNE
Teto de Gastos inviabiliza a implementação do Plano Nacional de Educação
– Especialistas avaliam o impacto da dissolução da SECADI
– 17 países pressionam o Brasil sobre a implementação do Plano Nacional de Educação
– “Não dá mais para fazer política pública sem ouvir as vozes dos/as estudantes”

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.