Cirandas pela Educação 2017 estimulam discussões sobre direito humano à Educação nos municípios

Ação de mobilização organizada pela União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação tem inscrições abertas até o dia 30 de maio

 

 

Pelo quarto ano consecutivo, a União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação (Uncme) estimula a organização de rodas de conversas nos mais diferentes espaços do Brasil, juntando grupos de pessoas diversos, para discutir a Educação. É assim que ocorrem as Cirandas pela Educação, que tem, este ano, o tema “Pelo Direito Humano à Educação: Quem são e onde estão estes sujeitos?”.

“O grande objetivo das Cirandas 2017 é realmente conseguir mobilizar a sociedade sobre a importância de se garantir o direito à educação – e isso está articulado com a discussão dos planos, da realização das conferências de educação, enfim, de todo esse aparato de participação social que contribui para que esse direito possa ser efetivamente garantido. Porque não podemos deixar que qualquer circunstância ou problemática que apareça coloque esse direito sob ameaça”, explica Gilvânia Nascimento, presidente da Uncme.

A metodologia das Cirandas implica na realização de debates e discussões em pequenos grupos, em cada município, de forma a propiciar a interação entre os participantes, envolvendo diversos sujeitos (estudantes, familiares, profissionais da educação, conselheiros(as), gestores(as) e demais interessados em participar deste movimento), discutindo a educação e contribuindo com ideias para a garantia do direito à educação. Há um(a) monitor(a) para coordenar o debate, e da atividade resulta um relatório com as principais preocupações ou encaminhamentos propostos. Esses relatórios são enviados para a Uncme, que os analisa e sistematiza, produzindo um relatório final conjunto.

O tema mais amplo deste ano permite que cada grupo interessado em participar escolha a sua temática específica. “As cirandas devem acontecer em qualquer lugar, inclusive onde normalmente essas discussões não ocorrem. Por exemplo, ciranda em associação de moradores, com grupo de professores ou envolvendo as crianças. Sei que nós já tivemos agora várias cirandas relativas à reforma do Ensino Médio, feitas por estudantes do Ensino Médio. Então a temática acaba sendo o que está na ordem do dia e nas preocupações da sociedade”, diz Gilvânia.

Em 2014, 2015 e 2016, as Cirandas foram realizadas em 23 estados do Brasil. Este ano, ela deverá ocorrer nos 26 estados brasileiros, com a expectativa de mobilização de 20 mil pessoas em todo território nacional.

 

Como participar

A quarta edição das Cirandas pela Educação acontece de 30 de março a 30 de maio de 2017. Para participar, é preciso cadastrar a sua Ciranda pelo email cirandas.uncme@gmail.com, encaminhando as informações necessárias (Ficha de Inscrição). Uma vez cadastrado(a), o(a) participante receberá as orientações e material complementar, e terá a sua Ciranda publicada no site www.uncme.com.br.

Veja todas as informações sobre as Cirandas pela Educação 2017 aqui.

*Com informações da Uncme

 

Saiba mais

Comitê De Olho nos Planos defende o monitoramento participativo dos planos como forma de resistência
Semana de Ação Mundial 2017 reforça a importância da implementação do PNE
Um ano de PNE: Conselhos de educação de todo o país realizam Cirandas para discutir planos de educação
Confira divulgação das Cirandas pela Educação em 2014 e organize sua atividade ainda em junho de 2015
A hora da participação: Quais os dias e horários ideiais para envolver toda a comunidade escolar?

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *